quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

QUAL É O ASSUNTO?

MANOEL HERCULANO


Oi!
O quê?
Do que se trata?
Não que eu queira questionar você
o poema não necessita de um porquê.
Mas ainda que a poesia campeã seja grata
e o poeta não seja fã do terno e gravata
se o verso não é de ouro
mesmo com licença poética
minha intuição profética
espera que seja no mínimo de prata.
Pouco importa se é adjetivo ou adjunto
se é apenas uma obra ou o conjunto
se sou eu que respondo ou que pergunto
só preciso descobrir qual é o assunto.
Não, exatamente, para entender.
Talvez, simplesmente, para pretender me situar
e não me perder viajando para outro lugar
Também não quero que o poema se cale
ele carece de quem o escreva, quem o fale.
Não é pelo simples fato da pessoa não ser uma Maria Callas
que direi estupefato: por que não te calas?
Pode-se falar sobre qualquer objeto, objetivo
um poema abjeto, abstrato, concreto, provocativo
paz e amor, de humor, tudo junto, tamo junto
mas por favor, qual é o assunto?
Peço que me entenda
só quero um verso que venha clarear
porém, se for sobre imposto de renda
nada a declarar.
Eu não gosto de dar trabalho
e até quando me espalho
eu mesmo me ajunto
Portanto, desculpa a insistência
a falta de paciência
é que com o tempo, às vezes, pouco é muito.
Então, para não correr riscos
e num emaranhado de rabiscos
confundir mortadela com presunto
pelo amor de Deus, qual é o assunto?

----------------------------------------------------------------------------------

***** Ô DE CASA!... Estou de volta, após muito tempo sem postar, 
estava/estou trabalhando/vendendo o LIVRO. Bem, voltei com este
poema escrito recentemente, já que tenho vários outros inacabados,
ideias anteriores, mas há muito tempo que ouço a seguinte pergunta:
qual é o assunto? Não sei se devo citar nomes mas, Leila Oli... rs.
Então decidi e consegui (será?) colocar um ponto final e postá-lo, 
torço para que gostem, é na linha do humor, claro. São 18h (o sino 
está tocando ali na Igreja Santo Antônio, amém!), horário de verão, 
do dia 13/12/2017. Meu agradecimento e abraços para todas/todos
visitantes. Salve, salve!

PS. Meu livro Ô DE CASA RIO MARANHÃO continua à venda

comigo, está indo muito bem, graças a Deus e a vocês que gostam
do meu trabalho. Grato! 

Um comentário:

Leila Oli disse...

Arrasou, querido poeta Manoel Herculano!Faço essapergunta ha anos!!!!Obrigada pelo talento!