quarta-feira, 6 de novembro de 2013

VERSO ENLUARADO

MANOEL HERCULANO

E então a lua minguou e migrou
Mas quando a lua se insinua
O amor nos situa e torna-se épico
E recíproco em toda época
Lua instigante, insinuante
Minha amada amante lua minguante
Conta o que fazes em tuas fases
Tu que da poesia és musa
Quando a noite tira a blusa
E um céu estrelado se apresenta
E toda segunda intenção é isenta
Coração, olho no olho, mão na mão
O poema fica enamorado
Fica um sentimeno acelerado quando a lua míngua
E eu com um verso enluarado na ponta da língua

-----------------------------------------------------------

***De volta. Dia desses, há umas duas semanas, Jorge Ben Jor,
padrinho do Corujão da Poesia, sugeriu o tema "lua minguante".
Algumas pessoas leram na semana seguinte, eu fiz mas não li,
mas estou postando aqui, neste dia (chuvoso) 06/11/2013, às
17:20h. Hoje o Corujão completa 8 anos (a festa foi ontem) e
ontem foi o Dia Nacional da Cultura. Salve, Salve!   

Nenhum comentário: